Veja todas as notícias do NEPO

sexta-feira, 10/11/2017   Por Ticiana de Toledo Fernandes

NEPO discute Demografia da Infância e Juventude em seminário

NEPO discute Demografia da Infância e Juventude em seminário.pdf
O Núcleo de Estudos da População “Elza Berquó” (NEPO) da Unicamp e a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) promoveram ontem (9) o seminário Demografia da Infância e Juventude, que discutiu os tópicos “Tendências e desafios para a garantia dos direitos das crianças" e "Demografia da Juventude: transição e sobreposição escola-trabalho". O evento, realizado no auditório do Nepo, das 9 às 16h30, foi organizado por Joice Melo Vieira, professora do Departamento de Demografia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp e pesquisadora do Nepo, e por Paulo José Pereira, professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Participaram da primeira mesa de debates as palestrantes Paula Montagner (Fundação SEADE), Clarice Lopes (NEV-USP) e Ana Liési Thurler (UnB); o moderador Paulo José Pereira (Univasf) e a comentarista Glaucia Marcondes (Unicamp). Já a segunda mesa contou com a presença de Pau Miret (CED-UAB) e Carlos Costa Ribeiro (UERJ), além da moderadora Joice Melo Vieira (Unicamp) e da comentarista Maria Coleta F. A. de Oliveira (Unicamp). A coordenadora da Cocen, Ana Carolina de Moura Delfim Maciel, e o coordenador do NEPO, Alberto Augusto Eichman Jakob, ficaram responsáveis pela abertura do evento.

Durante as discussões, foram abordadas questões como políticas públicas para a saúde das mulheres e crianças no pré-natal e no parto. Segundo Paula Montagner, as gestões municipais precisam ser incentivadas a melhorar o seu desempenho: “considerando que hoje muitas mulheres trabalham, há de se garantir uma política de condições melhores”.

Também foram tratados temas como reconhecimento paterno e casos de sub-registro de nascimentos, além de projetos de educação e seus desafios. De acordo com a pesquisadora do Nepo Gláucia Marcondes, “os avanços adquiridos nos direitos das mulheres e das crianças ao longo dos anos foram difíceis e truncados”. Para ela, é preciso estar sempre atento a possíveis mudanças que possam prejudicar essas conquistas.

O evento se encerrou com o lançamento do livro “Demografia na Unicamp: um olhar sobre a produção do NEPO”, organizado pela pesquisadora Elza Berquó, fundadora do NEPO. O livro traz uma seleção de produções do núcleo em suas diversas linhas de pesquisa - como saúde, demografia, família e gênero - e pode ser adquirido pelo site da Editora Unicamp.


LEIA TAMBÉM: