Veja todas as notícias do CEPAGRI

quarta-feira, 29/11/2017   Por Ticiana de Toledo Fernandes

Cepagri realiza curso de capacitação para o aplicativo SOS Chuva

O curso de capacitação para o aplicativo SOS Chuva aconteceu ontem, 28 de novembro, no auditório da Educorp. Promovido pelo Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o módulo de qualificação teve duração de 8h e contou com a participação de profissionais da defesa civil, jornalistas, alunos e membros da sociedade em geral.

As atividades do período da manhã foram focadas em explicar, de maneira didática, alguns conceitos meteorológicos, como previsão imediata, dados de radar e raios, modelos numéricos e uso de imagens de satélite. Já no período da tarde, os participantes aprenderam como utilizar o site e o aplicativo do SOS Chuva e puderam visitar o radar meteorológico.


O palestrante Dr. Luiz Augusto Toledo Machado, coordenador do projeto SOS Chuva, enfatizou a importância do sistema de previsão imediata (também conhecida por nowcasting) de chuvas e tempestades. Segundo ele, a previsão imediata pode ser feita com até 6 horas de antecedência e permite o acesso a dados dentro de uma escala espacial de alguns quilômetros e que são atualizados com frequência menor que 1 hora - no caso do sistema utilizado pelo SOS Chuva, a cada 5 minutos.

Para ele, o sistema pode ser útil tanto para as ações da Defesa Civil quanto para os próprios cidadãos, que podem se acessar as informações e se proteger no dia a dia. Machado ainda comenta que “seguir a linha da previsão imediata é uma questão de mudança de postura”, já que a previsão metereológica tradicional pode ser conduzida de apenas um lugar do país, enquanto os dados de nowcasting - mais precisos - devem ser acompanhados a partir de cada região, pois cobrem uma área menor.

Além de um radar de dupla polarização em Campinas, o SOS Chuva usa equipamentos meteorológicos do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e do Centro de Meteorologia de Bauru (IPMET/Unesp). Assim, é disponibilizada uma cobertura parcial dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais. Por enquanto, apenas os relatos de chuvas podem ser visualizados em todo o Brasil.


Também participaram do evento os palestrantes Rachel Albrecht (USP), Edmilson Dias Freitas (USP), Izabelly Carvalho (INPE) e Luiz Guarino (INPE), além da coordenadora da Cocen, Ana Carolina de Moura Delfim Maciel, Renata Ribeiro do Valle Gonçalves e Ana Maria Heuminski de Avila, ambas do Cepagri, na mesa de abertura.

O aplicativo SOS Chuva está disponível gratuitamente nas lojas online PlayStore (Android) e Apple Store (iOS) e oferece funcionalidades como alerta de chuvas e filtros de pesquisa que delimitam a distância dos dados desejados.


LEIA TAMBÉM: