Veja todas as notícias do COCEN

quarta-feira, 14/03/2018   Por Valério Paiva

Workshop discute pesquisas sobre uso da água e debate criação de centro de estudos

Workshop discute pesquisas sobre uso da água e debate criação de centro de estudos.pdf
A integração dos estudos de diferentes linhas de pesquisa sobre água foi tema do primeiro Workshop Sanasa/Agropolo Campinas-Brasil, realizado na segunda-feira (12), no auditório da Diretoria Geral da Administração da Unicamp. Tendo como tema "A Pesquisa Interdisciplinar em Água", o evento reuniu representantes de órgãos públicos da região de Campinas para debater os desafios sobre a pesquisa em água, e a possibilidade de atuação em conjunto de pesquisadores e instituições.
Organizado pelo Agropolo Campinas-Brasil e apoiado pela Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP), o workshop é parte da iniciativa de criação de um centro de pesquisas interdisciplinares em água. O projeto do centro é uma parceria entre a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa), empresa pública de saneamento e abastecimento de Campinas com a Unicamp e outras instituições que compõem o Agropolo, como o Instituto Agronômico (AIC) e a Prefeitura de Campinas.

"A proposta é que o centro trate de assuntos relacionados à segurança hídrica, qualidade da água e tratamento de esgoto, e também aspectos relacionados a políticas públicas e regulação", explica o professor Luis Augusto Barbosa Cortez, da Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri) e coordenador do projeto do centro de pesquisa em água.

O workshop teve uma apresentação do diretor científico da Fapesp e ex-reitor da Unicamp, Carlos Henrique de Brito Cruz, sobre as possibilidades de financiamento da agência em pesquisas envolvendo parceria entre empresas e universidade. Brito Cruz apresentou as iniciativas do programa da Fapesp de apoio a centros de pesquisa avançada, explicando as regras para solicitação de recursos e as obrigações dos participantes envolvidos nos projetos.

A segunda mesa do evento foi apresentada pelo estatístico Vicente Andreu Guillo, ex-diretor presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), tendo como tema a necessidade de pesquisa interdisciplinar em água. Funcionário de carreira da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), Vicente Guillo presidiu ainda a Usina Termoelétrica Nova Piratininga em São Paulo e a Sanasa, além de ter sido secretário de meio ambiente de Campinas. Vicente Guillo apresentou um panorama geral sobre as pesquisas em água e saneamento no Brasil em universidades, centros de pesquisa e indústrias, a partir de sua experiência como dirigente de agência reguladora federal.
O projeto de criação do centro de pesquisa em água sediado na Unicamp está em fase final de planejamento. A proposta deve reunir num primeiro momento 25 pesquisadores de unidades como Instituto de Química (IQ), Biologia (IB), engenharias e outras, além de membros de entidades externas vinculadas ao Agropolo Campinas-Brasil. O centro de pesquisa em água aproveitará e integrará a estrutura já existente. A equipe responsável pela criação do projeto deve terminar seus trabalhos até o final do abril, com previsão de início dos trabalhos no segundo semestre de 2018.

Fonte: Portal da Unicamp



LEIA TAMBÉM: