Veja todas as notícias do COCEN

segunda-feira, 04/02/2019   Por Divulgação

Virada Sustentável Campinas lança edital para seleção de projetos artístico-culturais ou de formação

A segunda edição da Virada acontece nos dias 13 e 14 de abril, em cinco pontos da cidade. Inscrições vão até o dia 16 de fevereiro
A cidade de Campinas receberá em 2019 sua segunda edição da Virada Sustentável, que reúne atividades artístico-culturais e de formação com base nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). A realização da Virada Sustentável acontecerá nos dias 13 e 14 de abril de 2019, e o prazo para a inscrição de propostas já está aberto e se estende até o dia 16 de fevereiro.

Qualquer grupo ou indivíduo das cidades de Campinas ou Valinhos pode inscrever projetos artísticos, culturais, esportivos, educativos, de bem estar, sociais e ambientais em prol da sustentabilidade, podendo se encaixar nas modalidades 'adesão financiada', quando há a necessidade de recebimento de cachê, ou 'adesões independentes não financiadas', quando a atividade não requer financiamento.

Serão utilizados como critérios de seleção a relevância e atratividade do conteúdo para o público; a aderência a ao menos um dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e à proposta da Virada; e a capacidade de atendimento das necessidades técnicas dos projetos pela organização da Virada. Os projetos selecionados serão apresentados em um dos cinco locais de realização: Parque Portugal (Taquaral); Praça da Juventude; CEU Jardim Florence; CEU Vila Esperança; ou CIS-Guanabara.

Para conhecer o edital completo, tirar dúvidas e fazer sua inscrição, acesse o site da Virada Sustentável Campinas 2019 no link abaixo.
https://www.viradasustentavel.org.br/campinas/virada-sustentavel-campinas-2019/edital.html

Sobre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Em setembro de 2015, líderes mundiais reuniram-se na sede da ONU, em Nova York, e decidiram um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a qual contém o conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A Agenda 2030 e os ODS afirmam que para pôr o mundo em um caminho sustentável é urgentemente necessário tomar medidas ousadas e transformadoras. Os ODS constituem uma ambiciosa lista de tarefas para todas as pessoas, em todas as partes, a serem cumpridas até 2030. Se cumprirmos suas metas, seremos a primeira geração a erradicar a pobreza extrema e iremos poupar as gerações futuras dos piores efeitos adversos da mudança do clima.

São Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:
– Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares;
– Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição, e promover a agricultura sustentável;
– Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades;
– Garantir educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizado ao longo da vida para todos;
– Alcançar igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;
– Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos;
– Garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e moderna para todos;
– Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos;
– Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação;
– Reduzir a desigualdade entre os países e dentro deles;
– Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;
– Assegurar padrões de consumo e produção sustentáveis;
– Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos;
– Conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável;
– Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres (gestão sustentável de florestas, combate à desertificação e à degradação do solo e a perda de biodiversidade);
– Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável (com justiça e instituições eficazes, responsáveis e inclusivas);
– Fortalecer os mecanismos de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Fonte: Virada Sustentável



LEIA TAMBÉM: