Quarta-feira, 24 de maio de 2017 - Por Gabriela Villen
Toma posse nova coordenação do Nepo
Alberto Augusto Eichman Jakob e Maísa Faleiros da Cunha assumem nova coordenação do Nepo para gestão de 2017 a 2019
Toma posse nova coordenação do Nepo
Elza Berquó parabeniza Alberto Augusto Eichman Jakob pela pose. Foto: Antoninho Perri
Alberto Augusto Eichman Jakob e Maísa Faleiros da Cunha tomaram posse nessa quarta-feira (24) como coordenador e coordenadora associada do Núcleo de Estudos de População “Elza Berquó” (Nepo) da Unicamp, para gestão de 2017 a 2019. A cerimônia contou com a participação da doutora Elza Berquó uma das fundadoras do Núcleo e que lhe empresta o nome. Participaram ainda o reitor Marcelo Knobel, a coordenadora da Cocen (Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisciplinares), Ana Carolina Moura Delfim Maciel, e Marta Maria do Amaral Azevedo, que encerrou, na ocasião, seu mandato à frente do Núcleo. O evento, realizado no auditório do Nepo, marcou também a abertura do ciclo comemorativo dos 35 anos do Núcleo. O novo coordenador afirmou seu compromisso em manter a excelência da pesquisa realizada pelo centro. “Pretendo nessa gestão continuar apoiando esse programa, tanto no sentido de permitir que pesquisadores sejam também professores, quanto na área de infraestrutura básica”, disse Jakob. “O Nepo tem que continuar fazendo pesquisas com rigor científico e divulgando os resultados para além do meio acadêmico, visando dar subsídios a novas politicas publicas”, afirmou. Elza Berquó conclamou o Nepo a dar atenção ao tema do suicídio entre jovens. Segundo ela, dados recentes da ONU indicam que a cada 40 segundos um jovem, entre 15 e 19 anos, se mata no mundo e dentre as principais causas encontra-se a depressão. “A depressão é um mal dessa sociedade e atinge mais os jovens”, afirmou Berquó. A professora lembrou que muitos órgãos humanos, dentre eles o cérebro, não estão totalmente formados até os 15 anos e que danos causados na juventude podem ser irreparáveis. “O cérebro não está pronto, exige cuidados especiais. É nossa obrigação colocar essa questão em nossas agendas”. Ela destacou ainda a situação dos refugiados e o desamparo vivido pelos jovens nessas condições. O reitor afirmou o papel singular que deve ser desempenhado pela Universidade nos temas abordados por Berquó. Ele lembrou o importante papel desempenhado no cotidiano da Universidade pelo Sappe, órgão ligado a Pró-reitoria de Graduação (PRG), que tem por objetivo prestar assistência psicológica e/ou psiquiátrica aos estudantes da Universidade. Em âmbito global, Knobel afirmou que a Unicamp pretende atuar mais diretamente na questão dos refugiados por meio da criação da Cátedra de Refugiados, que será coordenada por Rosana Baeninger. “É um assunto com o qual estamos preocupados e atuando já. Uma universidade como a nossa não pode simplesmente fechar os olhos a essa situação”, pontuou o reitor. Knobel destacou ainda a importância do fortalecimento do sistema de Centros e Núcleos da Cocen e o papel da multidisciplinaridade para a construção do conhecimento. 35 anos do Nepo A programação das comemorações dos 35 anos do Nepo se estenderá ao longo do ano e pode ser acompanhada pelo site. Na próxima segunda-feira (29), às 19 horas, no auditório II do Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas (IFCH) haverá um debate sobre o livro "Capitalismo e Colapso Ambiental", do professor Luiz Marques, com participação de Álvaro de Oliveira D'Antona, da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da Unicamp.

Fonte: Portal da Unicamp

Voltar
NEPO
COCEN Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisplinares de Pesquisa Rua Saturnino de Brito, nº 323, 2º andar Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo, Campinas - SP CEP: 13.083-889 cocen@reitoria.unicamp.br +55 (19) 3521-4912 Equipe
Links
Voltar ao início Unicamp Serviços Escreva sua matéria
Acesse pelo celular