Quarta-feira, 28 de junho de 2017 - Por Marcos Rogério Pereira
Cocen pretende ampliar interação centros e núcleos interdisciplinares
No evento Café Cocen, pesquisadores discutem temas como a ampliação das parcerias entre universidade e empresas, pesquisas em nanotecnologia e suas aplicações em setores estratégicos
Cocen pretende ampliar interação centros e núcleos interdisciplinares
Café Cocen. Foto: Marcos Rogério Pereira
O primeiro Café Cocen aconteceu na quarta-feira, 21 de junho. O evento, com objetivo de buscar caminhos para ampliar interação Centros-Núcleos e intensificar o relacionamento entre pesquisadores, serviu para definir estratégias de ação em sintonia com a Universidade e planejar para este ano um workshop sobre pesquisa interdisciplinar envolvendo pesquisadores, docentes, alunos e funcionários. Durante o encontro, foram discutidos temas como as pesquisas em nanotecnologia desenvolvidas pelo Centro de Componentes Semicondutores (CCS Nano), a relação, os conflitos e a ampliação de parcerias entre a universidade e empresas, além do aumento do investimento em pesquisas, seja por parte do setor público ou privado em benefício da população. Interação Participaram do encontro mais de 30 pesquisadores entre sociólogos, antropólogos, demógrafos, cientistas políticos, educadores, artistas, jornalistas científicos, historiadores, filósofos, engenheiros, químicos, biólogos, linguistas, entre outros. A coordenadora da Cocen, Ana Carolina de Moura Delfim Maciel, idealizadora do evento, destacou a importância de divulgar a produção científica, tecnológica e artística dos 21 centros e núcleos. “Acompanhem nosso site e nossa página no facebook. Ajudem a curtir e compartilhar os resultados de pesquisas, eventos e publicação de artigos. Precisamos de uma maior interação Centros, Núcleos, Cocen e que seja um trabalho de muito diálogo”, disse Ana Carolina. A pesquisadora do CCS Nano, Raluca Savu, apresentou pesquisas, inovações e as mais variadas aplicações da nanotecnologia (que vão desde celulares e roupas flexíveis que se adaptam ao corpo a dutos de transporte de gás natural) em setores estratégicos da economia brasileira e num futuro não tão distante. Raluca destacou ainda a importância das parcerias que estão sendo feitas entre o Centro e as empresas, a fim de diminuir custos industriais. “Enquanto a universidade fornece laboratório, equipamentos, pessoal e conhecimento as empresas disponibilizam a matéria prima para o desenvolvimento das pesquisas e novas tecnologias, que são muito caras”, disse. O coordenador do Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência de Animais de Laboratório (Cemib), Luiz Augusto Correa Passos, enfatizou, no entanto, a importância de discutir essas parcerias para melhorar a relação entre a universidade e a iniciativa privada. “É uma deficiência crucial que nós temos no país, e essa parceria poderia ser melhor aproveitada para o desenvolvimento das pesquisas. A universidade vive uma realidade muito mais teórica e acadêmica do que a indústria, que é dinâmica e competitiva. São tantas possibilidades e tantos projetos diferentes que às vezes me parece que falta uma linha mestra que defina prazos, metas e objetivos. E como lidar com isso?”, questionou. Atuação A Cocen integra 21 centros e núcleos interdisciplinares de pesquisa (veja abaixo). Nesses órgãos, são desenvolvidas atividades tecnológicas, de pesquisa e artísticas envolvendo mais de cem pesquisadores das ciências humanas, biológicas, sociais, engenharias e artes, além de docentes e alunos das mais diversas unidades da Unicamp, e de outras instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais. Alguns centros e núcleos estão envolvidos diretamente no desenvolvimento de políticas públicas, sociais, ambientais e econômicas no país. Os centros e núcleos também colaboram com os cursos de graduação, pós-graduação, extensão e especialização oferecidos pela Universidade. Atualmente, todas as unidades de ensino e pesquisa da Universidade usufruem diretamente dos trabalhos técnicos e científicos realizados pelos pesquisadores dos centros e núcleos interdisciplinares. Conheça os centros e núcleos que integram a Cocen: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG): atua nas áreas da Bioquímica, Genética e suas aplicações tecnológicas. Centro de Componentes Semicondutores e Nanotecnologias (CCS Nano): é um centro multidisciplinar com ênfase em nanoeletrônica, microeletrônica e nanofotônica. Centro de Engenharia Biomédica (CEB): desenvolve pesquisa quantitativa, básica e aplicada, envolvendo fenômenos e sistemas biológicos. Presta assessoria na área de tecnologia aplicada à saúde. Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência de Animais de Laboratório (Cemib): forma recursos humanos e desenvolve tecnologias na área de bioterismo. Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri): presta serviços de utilidade pública de previsão do tempo, atendimento a agricultores e ao público em geral. Pesquisa processamento de imagens de satélites e de recursos naturais, planejamento agrícola, zoneamento ecológico e climático, mapeamento de fenômenos extremos e modelos para potencial de incêndios em matas. Centro de Estudos do Petróleo (Cepetro): Apoia cursos e projetos na área de Ciências e Engenharia de Petróleo, contemplando áreas de exploração petrolífera e geoengenharia de reservatórios petrolíferos, atendendo às atividades de geologia, engenharia de reservatórios, perfuração e completação de poços, produção petrolífera e gestão de recursos petrolíferos. Centro de Estudos de Opinião Pública (Cesop): trabalha com captação de dados e pesquisas de opinião, atuando na área de metodologia e análise quantitativa em ciências sociais. Centro de Integração, Documentação e Difusão Cultural (Ciddic): tem as atividades focadas na música contemporânea, principalmente no repertório produzido por compositores brasileiros dos séculos 20 e 21. Atua tanto a execução quanto a pesquisa de obras desta área. Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE): constitui referência nacional e internacional. Mantém acervos bibliográficos de documentação e um precioso Arquivo de História da Ciência. Desde 1977, publica conceituados periódicos de circulação internacional e uma coleção de livros. Centro de Memória da Unicamp (CMU): é responsável pela recuperação e guarda de um rico acervo de documentos históricos relativos a Campinas e região, desenvolve pesquisas em história oral e patrimônio cultural. Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA): É referência nacional em produtos naturais (plantas e micro-organismos), biotecnologia e meio ambiente. Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais (LUME): é um centro de pesquisa teatral, cujo foco de atenção é o trabalho do ator, sua técnica e sua arte. Dedica-se a elaborar e codificar técnicas corpóreas e vocais de representação, redimensionando o teatro como uma arte do fazer e o ator como um artesão que executa ações. Núcleo de Estudos e Pesquisa em Alimentação (NEPA): desenvolve atividades multidisciplinares nas áreas de alimentação e nutrição. Suas atividades de pesquisa e extensão contemplam aspectos socioeconômicos, estatísticos, nutricionais e tecnológicos da questão alimentar. Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (Nepam): referência nacional e internacional nas pesquisas interdisciplinares sobre Ambiente & Sociedade. Núcleo de Estudos de População "Elza Berquó" (Nepo): é uma unidade de pesquisa interdisciplinar e multidisciplinar na área de Demografia e Estudos de População. Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (NEPP): é considerado centro de referência nacional no campo das políticas públicas, seja no meio científico, acadêmico ou pelas agências nacionais e internacionais de fomento, particularmente no que se refere a diagnósticos sociais, avaliações de impacto de programas governamentais e de implementação de políticas sociais. Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora (Nics): tem como principal objetivo a pesquisa de diferentes manifestações que tenham o som como objeto de conteúdo informacional. Congrega pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, centradas em Artes & Ciências, e vem atuando no desenvolvimento de projetos interdisciplinares que visam ao estabelecimento de relações entre a criação musical e a descoberta de novos modelos de produção, controle e análise sônica. Núcleo de Informática Aplicada à Educação (Nied): realiza estudos e pesquisas sobre as várias formas de aplicação do computador na educação, além de experimentos acerca do impacto da informática na sociedade e no indivíduo, com recursos próprios ou em convênios com outras instituições. Desenvolve hardwares e softwares a serem utilizados pedagogicamente. Suas informações ajudam na criação e funcionamento de cursos de graduação, pós-graduação, especialização, extensão e treinamento nas várias unidades da Unicamp. Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Estratégico (Nipe): realiza estudos e pesquisas, presta serviços de consultoria e assessoria e capacita profissionais nas áreas interdisciplinares de energia e planejamento energético. Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade (Nudecri): desenvolve projetos relacionados com a problemática da vida nas cidades e projetos na área das artes, da divulgação científica e da produção cultural. É composto pelo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) e Laboratório de Estudos Urbanos (Labeurb). Núcleo de Estudos de Gênero (Pagu): É um centro interdisciplinar de pesquisa voltado para a produção e a disseminação do conhecimento em torno da problemática associada ao conceito de gênero – sociais, econômicas, antropológicas, históricas e políticas. Voltar
COCEN
COCEN Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisplinares de Pesquisa Rua Saturnino de Brito, nº 323, 2º andar Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo, Campinas - SP CEP: 13.083-889 cocen@reitoria.unicamp.br +55 (19) 3521-4912 Equipe
Links
Voltar ao início Unicamp Serviços Escreva sua matéria
Acesse pelo celular