Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017 - Por Marcos Rogério Pereira
Cemib amplia laboratório de reprodução assistida com apoio da Fapesp e emenda parlamentar
Cemib amplia laboratório de reprodução assistida com apoio da Fapesp e emenda parlamentar
O deputado federal Roberto Freire, acompanhado do professor Renato Atílio Jorge, visita laboratório do CEMIB beneficiado com emenda de sua autoria (Foto: Fábio Matos)
A criação e manutenção de animais livres de patógenos, com procedência genética garantida, utilizados na pesquisa científica é de fundamental importância para o avanço da pesquisa biomédica e para a obtenção de resultados experimentais confiáveis. Animais de experimentação, especialmente camundongos, são criados em biotérios que possuem espaço limitado. O número de linhagens de camundongos disponíveis vem aumentando de forma exponencial, sobretudo no que se refere às geneticamente modificadas. Estão disponíveis no mercado mundial milhares de linhagens de camundongos geneticamente modificados, cuja produção e caracterização ocorre por meio de redes colaborativas e consórcios internacionais. O EMMA (European Mouse Mutant Archive) é uma rede colaborativa internacional que mantém mais de 5 mil linhagens mutantes para a comunidade científica. Um outro consórcio, o IMPC, produz e caracteriza 20.000 genes de camundongos. Recentemente, este instituto publicou um estudo que descreve 15% do genoma do camundongo, identificando 360 novos modelos animais para o entendimento de doenças humanas. Criado em 1989, em substituição ao Biotério Central da Unicamp, o CEMIB (Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência de Animais de Laboratório), que cria e fornece ratos e camundongos de várias linhagens para a Unicamp e algumas instituições brasileiras, já possui em suas instalações um laboratório de reprodução assistida e criopreservação, o LabCrio. A implantação do laboratório teve como base consolidar o banco de embriões de camundongos geneticamente modificados do Centro, que conta atualmente com 57 linhagens criopreservadas, técnica que consiste no armazenamento de espermatozoides ou embriões dos transgênicos para preservar suas linhagens (ou descendentes). O laboratório oferece treinamento para técnicos especializados do Brasil e de outros países e apoio à pesquisa médica e biológica da Universidade. Os equipamentos foram adquiridos com apoio da FAPESP, por meio de projeto de Auxílio à Pesquisa, e da emenda parlamentar apresentada pelo deputado federal Roberto Freire na Câmara Federal. Coordenado por pesquisadores e técnicos em bioterismo do Cemib, a instalação permite o uso de tecnologia avançada e protocolos especiais para reproduzir linhagens com dificuldades para se acasalar, tornando possível a obtenção de "modelos animais para estudar doenças humanas, como hemofilia, hipertensão, diabetes, mal de Alzheimer e câncer, e desenvolver drogas e terapias para combatê-las". Os protocolos são os mesmos utilizados em centros de pesquisa da Europa, Ásia e Estados Unidos. “A pesquisa biomédica realizada na Unicamp é de excelência e mundialmente reconhecida. Para que ela possa competir em condições de igualdade com importantes centros de pesquisa de países do primeiro mundo poderá contar cada vez mais com o apoio do LabCrio”, afirmou Luiz Augusto Corrêa Passos, diretor do CEMIB. Segundo ele, com a aquisição dos equipamentos, a capacidade de trabalho e a realização de novos protocolos devem aumentar. Em 1 de dezembro, o Cemib promoveu uma visita às novas instalações do laboratório para receber o professor Renato Atílio Jorge, representante da Fapesp, e o deputado federal Roberto Freire. Durante o encontro, foram discutidos os benefícios e os impactos das atividades do laboratório para apoiar a pesquisa médica e biológica na Universidade. Voltar
CEMIB
COCEN Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisplinares de Pesquisa Rua Saturnino de Brito, nº 323, 2º andar Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo, Campinas - SP CEP: 13.083-889 cocen@reitoria.unicamp.br +55 (19) 3521-4912 Equipe
Links
Voltar ao início Unicamp Escreva sua matéria
Acesse pelo celular