Quinta-feira, 30 de agosto de 2018 - Por Marcos Rogério Pereira
Cocen celebra 20 anos com apresentação do espetáculo Café com Queijo
Evento reuniu pesquisadores, docentes, alunos e funcionários na sede do Lume
Cocen celebra 20 anos com apresentação do espetáculo Café com Queijo
Público e artistas na sede do Lume Teatro (Foto: Luísa Pereira)
A Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa (Cocen) organizou na tarde da última quinta-feira (23) o espetáculo teatral “Café com Queijo”, com o Lume Teatro, em Barão Geraldo. O espetáculo escrito, dirigido e encenado pelos pesquisadores-atores e pesquisadoras-atrizes Ana Cristina Colla, Jesser de Souza, Raquel Scotti Hirson e Renato Ferracini, fez parte das comemorações dos 20 anos da Cocen - dentro da série Programa Interdisciplinar de Pesquisa. “O objetivo é reunir pesquisadores, docentes, alunos e demais interessados para refletir e debater sobre interdisciplinaridade, explica Ana Carolina de Moura Delfim Maciel, coordenadora da Cocen e idealizadora do evento. Para ela, além da troca de experiências, o programa promove a reflexão sobre os diferentes formatos de pesquisa realizados pelos Centros e Núcleos. Ana Carolina considera "um privilégio a Cocen – nos festejos de seus 20 anos de existência - ter sido agraciada com a apresentação do espetáculo “Café com Queijo”, uma referência na dramaturgia nacional e um excelente exemplo da interdisciplinaridade que caracteriza o sistema de Centros e Núcleos da Unicamp ao reunir pesquisa de campo, produção de fontes, teatralidade, versos, sonoridade e a consequente expansão dessas resultantes para um público mais amplo, dentro e fora do país". A peça foi escrita e baseada em uma experiência própria, após viagem dos artistas pelo interior do Brasil, em 1997, “desbravando comunidades indígenas, ribeirinhas e pequenas cidades, via transportes aéreos, terrestres e fluviais, em diversos estados brasileiros”, explica a atriz Ana Cristina Colla. “Do encontro com pessoas e costumes locais, surgiu Café com Queijo, que em março de 2019 completará 20 anos de trajetória e que já fez centenas de apresentações no Brasil e em Portugal”, acrescenta. Ao longo da tarde, o público mergulha em uma atmosfera calma e acolhedora, que traz o aconchego de uma colcha de retalhos e que fala um pouco de tudo: de curas para males de saúde e do coração, da arte da conquista, da comida, festa, trabalho e solidão. “Café com Queijo” representou uma oportunidade de resgatar as origens e proporcionar ao público momentos prazerosos longe do caos urbano, num cenário de crepúsculo que lembra a sala de uma casa encravada no interior do Brasil: sem energia elétrica, telefone ou água encanada, e que ainda funciona à base de fogão à lenha e rádio de pilha. Seu Teotônio, Dona Maria, Dona Maroquinha e Seu Mata-Onça são pessoas muito receptivas, que sentam, cantam e conversam com você. O repertório inclui canções sertanejas, como Passado de Um Boiadeiro, e modas de viola. “O espetáculo é admirável. As histórias reais interpretadas fielmente pelos atores do Lume tocam o nosso coração”, diz a pesquisadora Marta Cristina Teixeira Duarte. Para ela, “é como se estivéssemos ouvindo os verdadeiros personagens, ao mesmo tempo em que os identificamos com pessoas que, de uma forma ou de outra, já cruzaram nosso caminho. Cocen e Lume estão de parabéns pela realização deste evento”. "O espetáculo trata da simplicidade e dos “causos” do homem do campo, do caboclo, do nortista. Com 20 anos de apresentações, aborda um tema muito atual, o envelhecimento populacional”, conta o demógrafo Alberto Jakob, coordenador do Nepo. Segundo ele, “os mesmos 20 anos representam a criação da Cocen e por isso foi uma boa pedida para seu ciclo comemorativo", completa. Ana Maria Heuminski de Avila, organizadora do evento e assessora da Cocen, acredita que "O espetáculo Café com Queijo nos remete às lembranças do passado, da simplicidade e da pureza. As personagens mostram com muita propriedade os sentimentos mais profundos da solidão, da dor e da perda. Ao mesmo tempo, a música, o riso e a arte da vida vai se desenrolando. O espetáculo abrilhantou a terceira edição do Programa Interdisciplinar Cocen em comemoração aos seus 20 anos."
"O espetáculo Café com Queijo nos remete as lembranças do passado, da simplicidade e da pureza. As personagens mostram com muita propriedade os sentimentos mais profundos da solidão, da dor e da perda. Ao mesmo tempo, a música, o riso e a arte da vida vai se desenrolando. O espetáculo abrilhantou a terceira edição do Programa Interdisciplinar Cocen em comemoração aos seus 20 anos"'. (Ana Maria Heuminski de Avila, Cepagri/Cocen)
A pesquisadora Claudia Pfeiffer, que foi assessora acadêmica da Cocen, considera que “O espetáculo permitiu uma tarde inusitada a seus espectadores, que puderam experienciar, com a sutileza e a força estética deste espetáculo, a diversidade de vidas singelas e complexas que marcam nosso Brasil profundo. Os corpos materializavam, em sua estética, provocativamente, um poder dizer e um poder ver em seus atores e em seus espectadores. Um comovente gesto compartilhado de vida encarnado por um comprometimento ético, político e estético de seus pesquisadores-atores com seu público.” Sobre os 20 anos da Cocen, Claudia Pfeiffer diz que, "desde 1998, as diferentes gestões que estiveram à sua frente promoveram espaço de institucionalização e visibilidade ao funcionamento dos órgãos que compõem seu sistema, garantindo unidade política na diversidade das diferentes práticas científicas, técnicas, culturais, artísticas que caracterizam esse sistema de Centros e Núcleos. A Cocen é, pois, um espaço institucional de fundamental importância para a estabilidade da vida acadêmico-científica dos Centros e Núcleos.”
"Emocionante o espetáculo Café com Queijo. As interpretações e a performance musical dos atores me levaram ao passado. Impossível não recordar dos meus parentes queridos, que viveram no campo." Derivaldo Reis de Sousa, Cocen
Para encerrar a apresentação, nada melhor do que provar o café com queijo ralado - bebida típica oferecida aos atores no interior de Tocantins. Em um ambiente caseiro, pesquisadores, docentes, alunos e funcionários resgatam um pouco das suas origens, principalmente da parte do interior do Brasil. No dia também foi sorteado entre os inscritos um brinde. A ganhadora foi a funcionária da Cocen Maria Auxiliadora (Dora), que recebeu um livro que conta os 25 anos de história do Lume. A apresentação contou com a presença do pró-reitor de extensão da Unicamp, Fernando Hashimoto, da coordenadora da Cocen, Ana Carolina de Moura Delfim Maciel, além de pesquisadores, coordenadores, diretores, docentes, servidores dos Centros e Núcleos e diversas Unidades de Ensino e Pesquisa. Assista ao vídeo:
Voltar
LUME
COCEN Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisplinares de Pesquisa Rua Saturnino de Brito, nº 323, 2º andar Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo, Campinas - SP CEP: 13.083-889 cocen@reitoria.unicamp.br +55 (19) 3521-4912 Equipe
Links
Voltar ao início Unicamp Serviços Escreva sua matéria
Acesse pelo celular