Projetos
6 Projetos de Pesquisa (LUME) Fonte: Avaliação Institucional 2009-2013
BOLSA DE PRODUTIVIDADE EM PESQUISA CNPQ

Coordenador Principal: RENATO FERRACINI

Início: 3/2010


Resumo:

Ao tomar os conceitos de "presença" e "vida" como temas atravessadores - mais especificamente como entendidos no LUME Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais UNICAMP, a saber: como aspectos relacionais e composicionais que rejeitam a questão de serem atributos específicos de corpos individuais - o projeto pretende problematizar e investigar, por meio de Laboratórios de Experiência de Presença, de uma Linha de Investigação Conceitual e de Espaços de Contaminação a dupla pergunta/meta/problema: a realização de experiências, ou efeitos de presença, pensados como tensão de encontro na busca de um aumento qualitativo de potência, pode ser produtor de vida enquanto geração e recomposição de graus ampliados de intensidade nos encontros? E podemos proporcionar, nesse ato, a produção de uma saúde que não passa pelo saudável do músculo, do orgânico e do bem vivido, mas pelo compartilhamento de experiências poéticas coletivas? Os recortes conceituais e de conjuntos de práticas que coadunam presença e vida no âmbito desse projeto nos permite desenhá-lo: 01 de forma interinstitucional e inter-trans-disciplinar. Será criada uma rede de pesquisadores de 3 universidades (USP, UNICAMP, UNIFESP) e 5 áreas distintas (Teatro, Terapia Ocupacional, Educação Física, Psicologia e Saúde Coletiva) que compartilham o entendimento conceitual e conjunto de práticas relacionadas à "efeitos de presença", vida, artes presenciais e saúde/clínica como inventividade, intensidade e aumento qualitativo de potência. 02 como experiência de conjunto de práticas intra-entre-corpos. O CORPO será o território privilegiado de ação e pesquisa nesse projeto. Conceito "corpo" delineado como o território de conjunto de práticas instigador de um aumento qualitativo de intensidade e como agente de biopotência enquanto micropolítica de resistência à captura da rede de afetos, tanto no campo da arte presencial como no plano de produção de saúde. Para destrinçar essa hipótese/problema teremos como foco dois grandes terrenos de ação e um setor de apoio: Ação 1 - Produção de LEPs: um território que pesquisará conjuntos de práticas produzidas em planos específicos que estamos denominando, nesse contexto, de Laboratórios de Experiência de Presença. Ação 2 - LIC: um segundo platô de investigação - que, em realidade, se coaduna diretamente e é co-criado com o primeiro - denominamos Linha de Investigação Conceitual. A LIC atravessará todo o projeto na busca de uma cartografia, hermenêutica e genealogia dos conceitos que dão corpo teórico a essa investigação, no caso, aqui, "presença" e "vida". Deve-se, ainda, expandir esse platô para a paisagem conceitual que ronda esse duplo tema-nuvem. Setor de Apoio: O projeto pretende ao final dos trabalhos apresentar um livro composto com o resultado de todo o processo da pesquisa. Além disso, ambiciona apresentar publicações teóricas sobre os conceitos e hipótese levantada, além de gerar e publicar documentos audiovisuais críticos das LEPs. Pretende-se, ainda, vincular o Simpósio Reflexões da Cena Contemporânea a esse projeto temático para que, anualmente, esse encontro possa debater a paisagem conceitual e o conjunto de práticas produzidos no LEPs junto a pesquisadores convidados.

Ocultar
EDITAL UNIVERSAL 2013 - CNPQ

Coordenador Principal: RENATO FERRACINI

Início: 3/2013

Término: 2/2016


Resumo:

Esse projeto propõe refletir e analisar, em um plano prático-conceitual, alguns aspectos orgânicos desse processo criativo nomeado "dramaturgia de ator" ou ainda, ?Dramaturgia do Performador? inserida em uma liminaridade teatro-dança. Para tanto, será analisado o processo de montagem de um espetáculo solo que tem como base de construção as ações físicas e vocais codificadas de um ator-dançarino (Renato Ferracini) assessorado por uma equipe de pesquisadores com formações diferenciadas em teatro e dança, mas que navegam, em suas pesquisas e trabalhos, por essa fronteira, hoje, bastante movediça. O mote inicial para essa investigação é a coleta de ações físicas e vocais, via metodologia de mímesis corpórea, de pessoas com transtornos mentais em tratamento psiquiátrico, ou seja, pessoas que carregam o estigma social da loucura. A escolha desse terreno de observação deve-se a duas questões: 01) em primeiro lugar pela diluição das fronteiras do normal e do patológico que se estende desde Canguilhem e Foucault. A discussão social e política do termo normalidade e patologia fica mais contundente quando se trata de transtornos psiquiátricos. Afinal, Estamira é negativamente louca ou de forma positiva vê o mundo criativa e criticamente por um perspectivismo diferenciado? A diluição da fronteira do que é patológico amplia o próprio conceito de vida ou de criação. Esse é o terreno básico que queremos explorar e pensar artisticamente com esse tema; 02) em segundo lugar porque o universo corpóreo e vocal de pessoas com transtornos mentais é muito abastado o pode proporcionar um território infinitamente rico de pesquisa corpóreo, vocal e humano para o ator. Esse processo de construção espetacular será realizado contando com uma equipe de três atores-pesquisadores vinculados ao LUME - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais e um diretor/coreógrafo, Luis Ferron, artista dançarino e coreógrafo residente em São Paulo, mestrando do programa de pós-graduação em artes da cena e ganhador da 6a. Edição do Prêmio Bravo na categoria espetáculo de dança. Ferron conta com larga experiência na construção de espetáculos baseados na dramaturgia do dançarino-performador, inclusive com uma vertical experiência de pesquisa recente na construção dramatúrgica presente em seu último espetáculo de dança-performance chamado BADERNA - ganhador do prêmio fomento em dança da cidade de São Paulo no ano de 2011. Os atores-dançarinos-performes do LUME participantes desse projeto são: 01) Renato Ferracini, que participara como coordenador e ator. 02) Ana Cristina Colla e Raquel Scotti Hirson que serão as responsáveis pela coleta de material inicial de na metodologia de mímesis corpórea e dança pessoal. Ambas possuem uma larga experiência na montagem de espetáculos baseados no trabalho de dramaturgia de ator.

Ocultar
PROCESSO, CRIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE ESPETÁCULOS ARTÍSTICOS, DEMONSTRAÇÕES DE TRABALHO E PROCESSOS FORMATIVOS

Coordenador Principal: Renato Ferracini, Ana Cristina Colla, Raquel Scotti Hirson, Ricardo Puccetti, Carlos Roberto Simioni, Jesser de Souza

Início: 1/2088

Término: 1/2000


Resumo:

Criação, produção e apresentação de espetáculo, processos formatívos e demonstrações de trabalho resultantes de pesquisa baseada em práticas artísticas.

Ocultar
PROJETO TEMÁTICO FAPESP MEMÓRIA(S) E PEQUENAS PERCEPÇÒES

Coordenador Principal: RENATO FERRACINI

Início: 1/2010


Resumo:

Esse projeto propõe refletir e analisar, em um plano prático-conceitual, a seguinte hipótese: A utilização da memória singular ou coletiva de grupo - enquanto potencializadora de criação de ações-matrizes físico-vocais no contexto poético de criação ficcional e espetacular - passa pela possível ativação conjunta de microações, microafetos e micropercepções acionada por essas mesmas memórias, lançando o ator em uma zona de turbulência não mimética da ação-lembrança, mas em fluxo intensivo e em fabulação. Por outro lado, os paradoxos corporais que jogam o atuante no que podemos chamar de Zona de Experiência podem levar a ativação de memórias singulares que também potencializam a zona de turbulência das micropercepções. Essa relação hipoteticamente intrínseca entre memória-micropercepção acontece em uma zona limiar, de fronteira consciente-inconsciente que poderíamos chamar de zona de forças, zona pré-sensível, pré-perceptiva, extra-cotidiana ou ainda platô de suspensão da descrença e que demandaria uma reflexão conceitual própria e criativa - não somente fenomenológica, semiótica ou psicológica - baseada em experiências práticas de trabalho. O debate dessa hipótese levantada será realizado em três linhas de investigação e um setor de apoio que se retroalimentam e interpenetram.

Ocultar
PROJETO TEMÁTICO FAPESP: PRESENÇA E VIDA

Coordenador Principal: RENATO FERRACINI

Início: 8/2014

Término: 7/2019


Resumo:

Esse projeto propõe refletir e analisar, em um plano prático-conceitual, a seguinte hipótese: A utilização da memória singular ou coletiva de grupo - enquanto potencializadora de criação de ações-matrizes físico-vocais no contexto poético de criação ficcional e espetacular - passa pela possível ativação conjunta de microações, microafetos e micropercepções acionada por essas mesmas memórias, lançando o ator em uma zona de turbulência não mimética da ação-lembrança, mas em fluxo intensivo e em fabulação. Por outro lado, os paradoxos corporais que jogam o atuante no que podemos chamar de Zona de Experiência podem levar a ativação de memórias singulares que também potencializam a zona de turbulência das micropercepções. Essa relação hipoteticamente intrínseca entre memória-micropercepção acontece em uma zona limiar, de fronteira consciente-inconsciente que poderíamos chamar de zona de forças, zona pré-sensível, pré-perceptiva, extra-cotidiana ou ainda platô de suspensão da descrença e que demandaria uma reflexão conceitual própria e criativa - não somente fenomenológica, semiótica ou psicológica - baseada em experiências práticas de trabalho. O debate dessa hipótese levantada será realizado em três linhas de investigação e um setor de apoio que se retroalimentam e interpenetram.

Ocultar
SERESTANDO MULHERES

Coordenador Principal: Ana Cristina Colla

Início: 3/2013

Término: 2/2016


Resumo:

Esse projeto pretende refletir e analisar, em um plano prático-conceitual, a trajetória de formação do ator, focando na construção de um repertório pessoal de representação, partindo da metodologia da Mímese Corpórea e da Dança Pessoal, ambas desenvolvidas pelo Lume Teatro - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp. Para tanto será analisado o processo de construção de uma demonstração prática de trabalho, tendo como base as ações físicas e vocais codificadas da atriz pesquisadora Ana Cristina Colla ao longo de sua trajetória de dezenove anos como integrante do Núcleo. Atualmente a atriz participa de sete espetáculos do Núcleo, sendo uma das principais difusoras das pesquisas desenvolvidas. Para a construção da demonstração será assessorada por uma equipe de pesquisadores que acompanham sua trajetória ao longo dos anos.

Ocultar
Voltar
COCEN Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisplinares de Pesquisa Rua Saturnino de Brito, nº 323, 2º andar Cidade Universitária Zeferino Vaz - Barão Geraldo, Campinas - SP CEP: 13.083-889 cocen@reitoria.unicamp.br +55 (19) 3521-4912 Equipe
Links
Voltar ao início Unicamp Escreva sua matéria
Acesse pelo celular