O CORPO NA FORMAÇÃO DOS CIRCENSES

Rodrigo Mallet Duprat, Marco Antonio Coelho Bortoleto

Resumo


A transição entre o século XX e o XXI ressaltou o circo no cenário das artes
cênicas, diversificando seus modos de organização do trabalho, de formação,
financiamento e propostas estéticas. Nesse fluído e diverso contexto o corpo
se manteve como um elemento nuclear, reforçando a necessidade de uma
ação formativa prolongada no tempo, atenta à diversidade técnica e estética.
Esse processo de formação acontece ainda no seio de uma família, mas
também em escolas especializadas ou em outros espaços, sempre tratando
de objetivar um corpo que dê conta da variedade de possibilidades cênicas,
do hibridismo técnico e estético, bem como das novas tecnologias. Pensar a
formação do profissional circense na contemporaneidade torna-se um imenso
desafio, que deve considerar o corpo e suas possibilidade de virtuose técnica
e poética.


Palavras-chave


Corpo, Circo, Arte Circense, Formação.

Texto completo:

PDF